terça-feira, 29 de maio de 2012

Um Novo Mundo.

Eu gostaria de um novo mundo, gostaria de ser livre, livre da hipocrisia, da sedução material, do capitalismo tirano, da futilidade diária. Eu gostaria de ir e vir sem mostrar documentos, sem dizer o porquê de estar aqui e quando vou sair, quero um mundo sem fronteiras, sem burocracia, sem preenchimento de formulários. Por que tanto controle? Por que tanto medo? Por que tanta guerra? Por que tanta desigualdade? Por que tanta racionalidade e conformação? Vamos sonhar! Vamos ser utópicos, vamos mudar tudo, vamos enxerguer o tamanho de nossas riquezas, a fartura de nosso planeta, vamos compartilhar, vamos espalhar dignidade para cada ser humano!

Chega dessa corrida doentia pelo sucesso profissional, do vazio da carteira cheia, da ilusão material, vamos libertar nossos espíritos, abraçar-nos, trabalhar em conjunto e servir o conjunto. Vamos parar com esse egoísmo, vamos parar de procurar atalhos falsos de bem-estar. Nós somos um, somos a humanidade, somos coletivo e nunca seremos felizes enquanto o único ser humano estiver sofrendo. Vamos fazer deste planeta o paraíso, livre, totalmente livre, aberto, a serviço de todos! Vamos colocar a ciência para trabalhar, pois ela é o caminho para as soluções materiais deste orbe.

Será que não conseguimos enxergar o tamanho de nosso potencial? O tamanho de nossa inteligência e a beleza de nossos espíritos? Por que continuar entregando nossos corpos aos vícios sem razão? Por que continuar rebaixando o outro para prazeres passageiros e medíocres? Por que entregar o poder a poucos homens? Para que serve o estado, a polícia, as alfândegas, as leis? Será que precisamos mesmo disso? Será que precisamos de controle? O que somos? Bárbaros? Criminosos? Escravos?! Sim, talvez escravos, somos escravos de um sistema que favorece o lucro desmedido de poucos, a ganância primitiva, o falso crescimento, o falso progresso, devastador de natureza e explorador de oprimidos.

Amigos humanos, acordem, vamos nos dedicar à ciência, às artes, à saúde e a qualidade de vida, não percam tempo fazendo algo que máquinas poderiam fazer, está na hora de abrir os olhos e enxergar o novo mundo em que podemos viver. É tudo muito simples, temos o poder, basta acreditar, vamos reconstruir nossa civilização, chega de pessimismo, a mudança está em nossas mãos. A vida que estamos vivendo, mesmo aqueles que possuem equilíbrio financeiro, não é a vida que vai nos aproximar da felicidade, pelo contrário, não paramos de caminhar no sentido oposto, ficando mais sozinhos, subestimando mais o próximo, enfraquecendo nossos laços de solidariedade. Este comportamento não condiz com nossa magnífica natureza!

Queremos um novo planeta, totalmente livre, em harmonia com a natureza, com o progresso tecno-científico, com a elevação moral do homem, com a expansão do amor, da paz, da solidariedade e do espírito de comunidade. Vamos transformar nosso globo em uma grande rede, uma rede fortemente conectada, sem cores, raças, discriminação. Vamos garantir que todos tenham acesso a uma vida digna, rica e radiante. Chega de lágrimas, de dor, de sangue jorrado em vão, deixemos a luz do sol entrar em nossas vidas, para que acabe a escuridão, o terror a a angústia, para que tenhamos, finalmente, liberdade e prazer de viver.

O documentário abaixo mostra um pouco sobre o novo mundo em que vamos viver, não esqueça de acionar a legenda em Português no botão “cc”. Aproveite, admire, sonhe, acredite!­